fbpx

A cobrança realizada através de boletos bancários por produtos e serviços prestados entre as empresas é algo comum para o mercado brasileiro. Ao oferecer o boleto bancário como opção de pagamento, o fornecedor aumenta chance de conversão e facilita o controle sobre os recebimentos, dada a possibilidade de controle automático.

Ao mesmo tempo em que receber valores através de boletos é algo bastante indicado, é importante acompanhar as mudanças tecnológicas e fiscais relacionadas a este meio de pagamento. Recentemente o BACEN (Banco Central) implementou novas regras na estratégia de cobrança através de boletos e vamos destacar alguns pontos abaixo.

Cobrança com registro

A partir de Janeiro deste ano (JAN/2017), todo boleto bancário deve ser registrado junto ao banco. Nessa modalidade de cobrança, o fornecedor deve identificar e comunicar ao banco o nome e CPF ou CNPJ do cliente, valor da transação e data limite de pagamento.

O registro dos boletos gerados é enviado ao banco através do ARQUIVO DE REMESSA, este arquivo deve ser gerado a partir do seu sistema de cobrança. O maior controle sobre as cobranças permite ainda que você proteste o título não pago, desde que o serviço tenha sido realizado ou o produto, entregue.

Obrigatoriedade do documento do pagador

Uma nova resolução do BACEN de Abril/2017, obriga a inclusão da informação do CPF ou CNPJ do pagador em todo boleto bancário gerado.

Essa iniciativa facilita ao pagador, pois boletos vencidos podem ser pagos no aplicativo, na agência lotérica, em qualquer banco. Os juros e a multa são calculados automaticamente. O cobrador envia o boleto e as informações vão para uma base de dados, acessível aos bancos. Quando o devedor fizer o pagamento, os dados do boleto devem ser iguais aos que estão no banco.

Principais campos do boleto bancário

Alguns campos tem o seu preenchimento obrigatório na geração de um boleto bancário, sob pena de que a instituição financeira rejeite a respectiva cobrança. Segue lista dos campos obrigatórios:

  • Cobrador, são as informações de quem está cobrando por um produto ou serviço;
  • Pagador, é aquele que está pagando por um produto ou serviço;
  • Banco, agência, código do cobrador, carteira, dizem respeito as informações do cobrador junto ao banco credenciado;
  • Valor do título, diz respeito ao valor que está sendo cobrado pelo fornecedor;
  • Vencimento, é a data limite para que o comprador possa fazer o pagamento sem alterações no boleto;
  • Juros e multas, são as penalidades impostas pelo cobrador caso o título não seja quitado até a sua data limite;
  • Linha digitável, trata-se de uma sequência numérica que identifica o banco, carteira, código de cobrança, valor e vencimento do título.

Gostou deste artigo ou ainda tem dúvidas sobre como iniciar com a emissão de boletos bancários? Deixe seus comentários.

Equipe VendasExternas
Oferecemos soluções para gestão das vendas, destinadas a empresas que atuam em canais como força de vendas, lojas virtuais e televendas. Baixe gratuitamente nosso aplicativo de pedidos clicando aqui.